Maria Gabriela Marques, mamãe do Artur.

Amor de mãe, um amor incondicional como eu acredito que todo amor tenha que ser… mas o ser mãe torna-se incondicional a partir do momento que não há como descrever… talvez um amor indescritível… que me faz querer ser melhor a cada dia como esposa, filha, irmã, chefe, ovelha, colega de trabalho; que me faz enxergar a paz em meio ao caos; que me faz agradecida por cada amanhecer, e por cada segundo vivido; que me faz ver a grandiosidade de pequenos gestos e pequenas palavras; que me faz curtir o momento que por muito tempo passou desapercebido; que me faz sorrir com um sorriso e chorar com um choro, ou vice-versa; que me ensina a ver a bondade de Deus, principalmente em pequenos detalhes; e me ensina a levar a vida de forma mais leve através de gargalhadas que fazem perder a força, com o sorriso sapeca e com abraços e beijos inesperados e o “bigado mamãe” mais delícia que já ouvi. E assim, ser mãe me faz perceber, que tenho muito que aprender… e longe de ser uma mãe perfeita… escolho ser uma mãe incondicionalmente agradecida!!!

Maria Gabriela Marques

IMG-20150505-WA0000

Mariana Poças Abreu, mamãe do Samuel.

Sempre sonhei em ser mãe, em formar uma família, cuidar da minha casa, do meu marido e filhos. Desde quando conheci meu marido percebi que era com ele que realizaria esse sonho! Ele chegou mais depressa que eu esperava… Me casei e depois de 2 anos, engravidei do Samuel… Foram 6 meses de tentativas, não sei o motivo, mas achava que iria ter dificuldades pra engravidar. Mas Deus me surpreendeu, quando relaxei: Aconteceu! Minha gravidez, no início, foi super tranquila, não tive enjoos, não engordei e os exames estavam todos normais, até que com 24 semanas, tive um sangramento terrível e descobri que tinha placenta prévia. Então fiquei de repouso até o fim da gestação. Sem poder sair de casa e dependendo dos outros pra praticamente tudo! Foi uma  prova de fogo esses longos 3 meses de espera! Em meu coração sentia medo, ansiedade, culpa por não estar grata o suficiente pela vida do meu filho…mas ao mesmo tempo um prazer enorme por gerar uma vida dentro de mim. Quando, enfim chegou o dia de conhecer seu rostinho! Foi a emoção mais intensa que já vivi! É realmente um amor inexplicável… Algo que não consigo expressar com palavras, e ele é cada dia maior! Depois que fui mãe eu fiquei em segundo plano… E me sinto feliz por isso… Sabe aquilo que um dia imaginamos em sentir e viver quando seremos mães? Então….não chega nem perto do que realmente é. E o meu desejo é que mais mulheres se tornem mães, pois é algo transformador e incrivelmente desafiador. O futuro de uma vida depende de nós, a formação de um caráter, a educação… a felicidade de nossos filhos pode estar em nossas mãos! Isso tudo dá medo, porém tenho certeza que será uma tarefa recompensadora! Obrigada Senhor pelo dom de gerar e guiar uma vida. Serei eternamente grata por esse maravilhoso desafio! Samuca, você é o maior presente que Deus me deu! Te amo com um amor maior que eu… Junto com o papai e o Biscoitinho somos uma família mais que feliz!  “Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto do ventre o seu galardão.” (Sl127:3)

Mariana Poças  Abreu

IMG-20150504-WA0010

Joyce Azevedo, mamãe da Celina.

O dia das mães está chegando!  Há 12 anos essa data era uma tormenta para mim, a saudade que sufocava meu coração por não ter minha preciosa MÃE! O sentimento de saudade é diário, mas nesta data eu sentia um enorme vazio, pois não tinha o que comemorar e com quem compartilhar, agradecer e presentear!

Mas pela primeira vez, depois que perdi a minha Estrela, me sinto ansiosa e feliz! Primeiro dia das mães como EU sendo a MÃE mais feliz do mundo! A minha princesinha Celina (nome como homenagem a avó estrela) está crescendo em meu ventre e a cada mexida que ela dá, me sinto mais forte. É difícil expressar em palavras a sensação de ser mãe; é mágico e Deus é maravilhoso ao me presentear com o maior tesouro do mundo: MINHA FILHA!

Ela veio de surpresa, no início eu fiquei assustada e com muito medo, mas hoje eu agradeço todos os dias a Deus por ter me agraciado com essa dádiva!

Ainda não sei como e onde será o meu primeiro dia das mães, mas a certeza que eu tenho é que serei a MÃE mais feliz! E sei que de alguma forma a minha estrelinha estará olhando para sua filha e neta de onde estiver!

Parabéns a todas as mães, em especial a minha querida e amada mãe! Vovó da Celina!

Vamos comemorar, pois temos o maior e melhor presente do mundo: nossos filhos!

Beijos.

Joyce Azevedo

20150409_180808-2

Semana do dia das Mães

Bom dia, gente!!!

Em homenagem as mamães leitoras do nosso Blog, esta semana teremos posts diários com relatos de mamães sobre a maternidade.

Estou super feliz que algumas mamães já tenham topado escrever para gente. E caso você mamãe leitora queira participar, sinta-se a vontade. Envie um email para fissuradanamaternidade@gmail.com com seu texto e uma foto sua com seu(s) filhote(s) que colocaremos aqui no Blog para que todos compartilhem de sua história, que tenho certeza que é linda e só irá somar a nossas vidas, ok!

Com amor,

Ana Maria.