Cantinho do pensamento… Será?!

Maternidade Real

Bom dia!

Vim falar hoje da técnica do Cantinho do Pensamento que vejo muitas supernannies, escolas, mamães e papais fazendo. Óbvio que às vezes precisamos fazer com que nossos pequenos entendam o que estão fazendo e que não estamos gostando do jeito que estão agindo, mas será que a expressão “Cantinho do pensamento” é boa para utilizar nesse momento?!

Pensar é algo que nos dá liberdade, criatividade. O pensamento ninguém, a não ser você mesmo, pode controlar. É por meio dele que definimos nossos pontos de vistas e valores, aprendemos, damos formas e cores aos nossos sentimentos, enfim… não deveria ser sinônimo de castigo! Sim, o cantinho do pensamento é uma forma de castigo onde as pessoas colocam as crianças para “pensarem” em algo que fizeram e que não deveriam ter feito. Eu acredito que não podemos ter garantia de que a criança realmente está pensando no que fez. Acredito que ela estará pensando mais na raiva que está sentindo de quem a colocou ali ou pensando em como vai se livrar desse tal cantinho do “pensamento” que por sinal é bem tedioso para ela…. risos…

Mesmo que essa técnica funcione para algumas crianças, eu não sou adepta a esse castigo, prefiro utilizar minha repreensão de outra maneira, por meio de uma conversa ou utilizando a técnica do Quadro de Incentivos. Se após essas tentativas não houver mesmo o resultado que busco, utilizo o castigo mas de outra forma. Um exemplo: quando peço Raul para parar de jogar os brinquedos pro alto ou em algum lugar que não acho legal e ele não para, eu recolho os brinquedos e digo: “Você não vai mais brincar com esses brinquedos por causa…” e explico o porquê dessa minha atitude.

O cumprimento dos combinados é o que deve ser cobrado sempre. As crianças testam os limites o tempo inteiro e cabe a nós pais os definirem de acordo com nossos princípios. Confesso que dar limites não é uma coisa fácil. Muitas das vezes nós pais estamos cansados mentalmente e acabamos “falhando” nesse ponto e deixamos as crianças fazerem o que querem. O importante é sabermos sempre que se não dermos limites em casa a vida se encarregará disso e, na maior parte das vezes, não será com amor. Por causa desse simples motivo, seja qual for a sua maneira de impor seus limites e educar seu filho, aja sempre com amor que ele te entenderá. Crianças são muito inteligentes e captam tudo o que está ao redor. Com ou sem o “cantinho”, é essencial cumprir o que foi combinado. Isso é fundamental para que a criança entenda que na próxima vez haverá consequências.

Com amor,

Ana Maria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s