Cortes facilitadores para introdução alimentar

mamãe fonoaudióloga, Maternidade Real

Olá pessoal!

Fico muito feliz em poder ajudar de alguma forma no desenvolvimento de suas crianças. Decidi então falar de alguns dos inúmeros cortes e métodos de cocção que podem ajudar vocês na busca de alimentos atrativos e saudáveis. Para despertar o interesse das crianças, além de proporcionar variedade em termos de texturas, é possível abusar dos vários cortes e métodos de cocção dos alimentos. Existem vários tipos de cortes que são diferenciados pelo tamanho da largura e comprimento. Os mais conhecidos são o corte em Palito ou Bastonete, conhecido principalmente por ser o corte da batata frita, que possui 6mm de largura por 7cm de comprimento e o Julienne que possui 3mm de largura e 7cm de comprimento. A partir dos cortes Palito e Julliene, cortados em cubos, obtemos o Macédoine, cubos de 6mm de lado e o Brunoise, cubos de 3mm de lado. Obviamente que em casa não é necessária toda essa rigidez métrica. A questão aqui é como isso pode chamar a atenção da criança e usá-los na introdução da alimentação, como por exemplo no método BLW (Baby Led Weaning) e nas papinhas tradicionais. É possível então usar frutas e legumes de cores diferentes com o mesmo corte para, além de despertar uma atratividade estética, contemplar um maior número de nutrientes. Além disso, pode proporcionar inúmeros estímulos sensoriais (táteis, olfativos, visuais e palatais) que podem ser percebidos tanto pelo contato com as mãos, lábios e língua, quanto pela percepção das cores e pelo diversos aromas. Já os estímulos motores são evidenciados quando a criança pega os alimentos cortados de diferentes formas pois precisará de menos ou mais força na mão para levá-los a boca.

Batonnet_Julienne-300x218

Cortes Bastonete (mais grosso) e o Julienne (mais fino). Foto do blog do Senac.

brunoise-legumes

Corte Julienne virando o Brunoise. Foto do chefsimon.com

carottes-batonnets

Corte Bastonete virando o Macédoine. Foto do chefsimon.com

Com os legumes cortados já prontos para serem preparados, é importante lembrar que não devem ser cozidos por longo período em água para evitar a perda de nutrientes e que a melhor forma para evitar essa perda é cozinha-los no vapor. No caso de utilizar a água o ideal é colocar os legumes já na água fervente e respeitar o tempo de cozimento de cada legume, por exemplo o chuchu estará cozido mais rápido que a cenoura. Esses legumes cozidos podem ser servidos imediatamente com sal, azeite e ervas ou ainda salteados para agregar mais sabor. Dessa forma, é possível aos poucos ir modificando a forma de preparo dos legumes seja deixando-os mais al dente ou mais cozidos, seja grelhando ou assando, o importante é que as possibilidades são muitas o que permite que a criança possa ir descobrindo e/ou desenvolvendo suas preferências de uma forma descontraída.

Saudações,

Rodrigo Patricio.

Um comentário sobre “Cortes facilitadores para introdução alimentar

  1. Que bom para todos nós que você esteja nos brindando com dicas de culinária Rodrigo! Vou compartilhar… Um forte abraço a todos e um especial no Raulzito!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s