Maria Rita…

Bom dia!

Há um mês meu coração bate mais forte. Há um mês, além de super heróis, carrinhos e pernas roxas, surgiu espaço para laços e coisas cor de rosa. Há um mês aprendi a limpar um bumbum bem mais pequenininho e a escutar um choro bem mais estridente e persistente do que o do Raulzito. Há um mês nascia a minha pequena Rita.

Minutos antes de ser anestesiada e ser submetida a mais uma cesárea, um filme passou em minha mente por milésimos de segundos. Relembrei de tudo o que havia passado no momento em que o Raul nasceu. Lembrei da cirurgia, do pós operatório e das dificuldades que enfrentei com meu pequeno. Minha médica, olhando para mim (eu devia estar com uma cara de aflita), perguntou-me se eu estava nervosa e eu respondi com um olhar, mas reafirmei com a minha voz dizendo que sim! O parto foi super tranquilo… alguns dos meus familiares assistiam pelo vidro mais um milagre nascendo. Vocês que me acompanham sabem o quanto foi difícil esperar por esses pequenos… Eu ansiosíssima pelo choro da Maria Rita… olhei pelo vidro e vi que todos riam e choravam… e eu assustada só perguntava pro anestesista porque ela não estava chorando e ele me pedia para ficar calma e me levantou para vê-la. Olhei para aquele ser minúsculo, xerox do Raul, cabeludinha e parrudinha, mas a preocupação do choro ainda não tinha passado até que escuto o choro mais estridente que já escutei em toda a minha vida. A sensação de alívio veio junto com as lágrimas. Eu logo falei com Deus em meu pensamento: Obrigada! Obrigada e obrigada! E brinquei com Ele dizendo que se não tivesse um susto não era para ser minha filha, não é mesmo?! risos… Fomos para o quarto! Amamentei! Ahhh a amamentação… Isso sim será um assunto para um novo post. Passamos dois dias no hospital vendo a Rita sendo furada para acompanhar a glicemia várias vezes ao dia por causa da minha diabetes gestacional. Graças a Deus deu tudo certo!

Nesse último e intenso mês tivemos por aqui um Raulzito muito mais amoroso e beijoqueiro, ingurgitamento mamário, mastite na mama esquerda, mamilos rachados, dores abdominais, e para piorar um pouquinho, isolamento do filho mais velho por causa de uma febre e amigdalite. Resultado: uma mamãe exausta e cansada, mas extremamente feliz e grata por tudo estar acontecendo do jeitinho que pediu. Maria Rita é linda, delicada, saudável e muito brava! Sorri quando escuta a voz do irmão, está se desenvolvendo super bem e eu me sinto muito orgulhosa por estar realizando o meu sonho de ser mãe de um casal!

Com muito amor,

Ana Maria, mãe do Raul e da Maria Rita.

 

4 comentários sobre “Maria Rita…

  1. Ahmmm q emoção ler tudo isso! Vc é uma super mãe e sempre se superando pelos seus filhos!

    Vc realmente tem filhos lindos e mto amados por todos que os rodeiam.

    Que Continue a abençoar e zelar por essa família linda e exemplo de amor.

    Amo e admiro mto vc!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.