A realidade do DESFRALDE #2

Olá, pessoal!

Há oito meses escrevi um texto sobre o início do desfralde do Raul (A realidade do DESFRALDE) e para acalmar mamães e papais que estão passando por esse período bem complicado que é o tal do desfralde eu tenho algumas palavras de conforto: Calma, seu filho vai parar de usar fralda e de fazer as necessidades na roupa. Basta ter muita CALMA e PACIÊNCIA!

Somente após oito meses posso afirmar com absoluta certeza que meu filho está desfraldado. Hoje em dia os deslizes, ou como chamamos: os escapes, já não são mais vistos por aqui. A conclusão que cheguei foi a seguinte: de nada adianta forçarmos a criança, ela tem que estar preparada para tudo fluir bem. Se você desesperar, passar ansiedade pro pequeno, o processo demora ainda mais, principalmente porque a criança ainda não entende que fazer xixi ou cocô na calça é algo ruim. Muito pelo contrário, ruim para ela é ter que parar de brincar ou de assistir televisão para ir ao banheiro, tirar a calça e esperar até ter “vontade” de fazer as suas necessidades. Quando comecei com o processo do Raul, foi tudo bem natural. Aqui em casa ele sempre avisava quando estava com vontade ou muitas vezes ele mesmo ia sozinho ao banheiro, mas isso era um tormento quando nós saíamos de casa ou quando tinha alguém diferente por aqui. Ele, por não querer parar de brincar, acabava fazendo na roupa onde estivesse. Porém, isso começou a incomodá-lo e de uma semana para outra ele parou. Como se fosse mágica, ele simplesmente começou a avisar quando estava com vontade onde ele estivesse. Conversando com minhas amigas, percebi que foi um pouco diferente o nosso processo. O Raul primeiro acabou com o xixi noturno, depois o xixi diurno e o último foi o cocô. Foram muitas cuecas lavadas, mas desde o dia que tomei a decisão, Raul nunca mais usou fraldas, nem mesmo quando saíamos de casa. Sempre quando saíamos o levávamos ao banheiro e perguntávamos de tempo em tempo se precisava ir ao banheiro ou simplesmente o pegávamos e avisávamos que estávamos indo ao banheiro. Acho que isso foi muito importante, pois com essa nossa conduta de deixa-lo sem fraldas demonstrávamos nossa confiança nele. Além disso, mesmo quando ele não ia ao banheiro e fazia nas calças, quando o estávamos limpando, aproveitávamos para explicar que para que isso não acontecesse mais ele deveria ir ao banheiro. E foi assim que tudo deu certo!

Estou sendo honesta com vocês e comigo mesma, o desfralde completo, para mim, é quando não mais acontecem escapes, seja de dia ou de noite. Por isso, hoje posso levantar a bandeira e dizer que passamos por essa fase. Levamos oito meses para que realmente o Raul se preparasse e entendesse. Não me arrependo de ter tirado a fralda dele com um ano e oito meses, aprendemos juntos com as nossas situações de desconforto, raiva, cansaço… porque ficar lavando cuecas o dia inteiro não é fácil… risos. Então, pessoal, é isso! Cada um tem seu tempo. Se você fez a técnica dos três dias e conseguiu, parabéns! Levante as mãos para o céu e agradeça, se não… se demorou 4, 5, 8, 12 meses não desista. Seu filho vai parar de usar fraldas! Nunca regrida! Uma vez começado vá até o fim. Não volte atrás na sua decisão.

Com amor e muita gratidão,

Ana Maria.

A realidade do DESFRALDE

Bonjour, pessoal!!!
Esta semana iniciamos aqui em casa o desfralde do pequeno príncipe Raul. Na segunda-feira de manhã, após o lanche fui trocá-lo e coloquei uma cueca, abaixei e falei: “Filho, você já está crescendo e virando um rapaz. Então a partir de hoje você vai usar cuecas igual ao papai e quando quiser fazer xixi ou cocô vai avisar a mamãe tá?!” A resposta dele foi um jóia com a mão. Eu logo pensei, “Ou ele entendeu de verdade ou está só me fazendo de boba”. (risos)

Antes de iniciar esse processo, conversei com algumas amigas mamães e li vários métodos que prometem tirar fraldas de crianças. Inclusive um que promete tirar fraldas em 3 dias. E foi esse que comecei a tentar, pois conheço pessoas que o utilizaram e deu super certo. Ah…bem antes de começar a tentar, compramos um pinico que toca música quando cai alguma coisa dentro dele, super divertido (pelo menos eu achei o máximo… risos)! Fomos juntos, eu e Raul para comprarmos cuecas pra ele e já vinhamos colocando ele sentado no pinico as vezes quando íamos ao banheiro e ele ia junto, para já ir se familiarizando. O avô Lindão do Raul (meu pai) também já havia dado um redutor de assento sanitário para ele há um tempo atrás. Além disso preparamos o banheiro para que ele pudesse usar “sozinho” tudo ao seu alcance. Colocamos escadinha para ele subir e alcançar a pia, toalha na sua altura, etc.

collage2

Bom, após a minha preparação psicológica e a nossa decisão (minha e do Rodrigo) de desfraldar o Raul iniciamos o processo. Sim, haverá de ter uma preparação psicológica para os pais, pois é limpar xixi e cocô o dia todo no chão e lavar cuecas a toda hora. No primeiro dia de tentativa todos os xixis e cocôs foram na cueca. Toda vez que ele fazia eu abaixava e dizia: “Filho, quando você for fazer xixi avisa a mamãe”, mas nada… (risos) e o dia se passou. Lavei 549562 vezes as cuecas dele e limpei isso tudo também de xixi pela casa. No segundo dia, eu juro que pensei em abortar a missão, pois ele não expressava nem um sinalzinho se quer que poderia largar a fralda. Mas pensei bem, preparei meu psicológico novamente para mais um dia de pano de chão e rodo na mão,  olhei pra ele e pensei “Poxa, mas ele só tem 21 meses” e resolvi dar mais uma chance e logo na segunda cueca do dia ele já começou a falar xixi quando estava fazendo. Ah, minha felicidade foi tanta que a vontade de prosseguir com o desfralde começou até a aumentar. No final do terceiro dia ele fez o xixi no vaso, sentado, mas fez. (Segundo a Encantadora de bebês até mesmo os homens devem ser iniciados a fazerem xixi sentados a principio. E fizemos uma festa!!! Quarto dia. Perceberam que o método de três dias aqui em casa não funcionou, né?! risos.. Talvez porque seria para começar aos 22 meses?! Não saberei dizer a vocês. (Alguém aqui tentou antes dos 22 meses e conseguiu utilizando esse método!? Escreva aí pra gente contando como foi.) Também escutei relatos e li bastante em blogs e repostagens dizendo que o desfralde em meninos é muito mais demorado. As explicações para isso tinham das mais diferentes possíveis entre elas a de o fato dos homens amadurecerem mais tardiamente nas questões psicológicas do que as mulheres, enfim… Após o lanche da manhã fomos ao banheiro e novamente ele fez xixi no vaso, e logo depois falou xixi de novo, eu o coloquei no vaso novamente e ele fez, para a alegria da mamãe aqui!!! Conseguiu fazer a soneca da manhã sem molhar a cama e o dia todo foi assim, tendo um escape somente de xixi durante todo o dia. Mas cocôs tiveram dois na cueca, mas vamos continuar aqui na batalha.

Estou seguindo o ritmo dele, sem pressa, sem cobrança, sem ficar com cara de triste ou brava, ajo naturalmente e abaixo TODAS as vezes na altura dele e falo, “Filho quando você quiser fazer xixi ou coco avisa a mamãe” e ponto, não falo mais nada a respeito. Se vai dar certo esse meu jeito, eu acredito que sim. Vi progresso desde o segundo dia e percebi que regras não existem, cada um tem seu tempo e seu ritmo. O que faz ter o sucesso é a persistência e a tranquilidade em que tratamos o processo. Espero em breve contar pra vocês que conseguimos de vez tirar as fraldas e sem recaídas que o que venho percebendo entre mamães que isso vem acontecendo muito.

Com amor,

Ana Maria.