Relato da mamãe da Bianca

Meu nome é Clésia Lacerda, sou casada com o Jhonathan Fernando a sete anos, quando estávamos com seis anos de casados decidimos que era o tempo de nos começar a programar para termos um filho, tentamos acertar as coisas, oramos e amadurecemos a ideia! Nosso bebê foi programado, sonhado e muito desejado.

Engravidei depressa, ficamos surpresos e também muito felizes! Nossa família! Nosso sonho!

Com onze semanas de gestação vivemos uma ameaça de aborto, e foi um aperto enorme, pensar na possibilidade de perder nosso bebezinho nos amedrontou muito, mas confiamos em Deus e seguimos as orientações médicas, deu tudo certo!

Estávamos ansiosos para saber o sexo do nosso bebê, então fomos no dia 23 de Janeiro de 2015 com 17 semanas de gestação realizar o ultra som. Bem no início do exame o médico nos disse que seria uma menina, nossa Bianca! Fiquei apaixonada!! Embora muitos dissessem que eu tinha mais jeito de mamãe de menino, mesmo assim meus olhos brilharam e em meio minuto já comecei a fazer diversos planos para minha pequena, mas algo me incomodou, o médico não terminava o exame e pressionava muito a minha barriga de um lado, naquele momento percebi que havia algo errado, apertei com força a mão do meu marido e ansiosa como sou não esperei o médico falar nada já fui perguntando o que estava acontecendo, ele com muita calma nos disse que ela parecia ter uma fendinha nos lábios, e eu mais que depressa perguntei se era um lábio leporino, e ele disse que sim! Eu já tinha lido sobre o assunto e visto algumas matérias, mas nunca tinha conhecido ninguém pessoalmente… Fiz o que a nossa geração faz! Pesquisei na internet sobre o assunto, e ali, diante daquelas imagens perdi meu chão, uma pontada de desespero me invadiu quando vi as fotos, quanto mais eu lia sobre o assunto, mais meu coração apertava e o medo me abraçava com toda a sua força. Sofri, chorei, chorei muito! Mas logo eu lembrei que havia alguém que era muito maior que qualquer problema. Meu marido e eu oramos juntos e colocamos a gestação e a vida da Bianca aos pés de Jesus, dissemos a Ele que o que Ele tivesse pra nós iriamos viver de cabeça erguida e ofertaríamos muito amor pra nossa pequena Bianca.

No exame morfológico foi confirmada a fenda labial unilateral com provável comprometimento de palato. Nessa altura eu já sabia onde o tratamento era realizado em Belo Horizonte, Jhonathan e eu fomos até lá para o acolhimento a gestante, fomos muito bem recepcionados e atendidos. A equipe do Centrare é formidável! Com as informações em mãos, vivemos o restante da nossa gestação curtindo cada movimento da nossa princesa, embora a preocupação fosse constante nossa alegria de saber que nossa filha estava chegando era muito maior.

No dia 14 de Junho de 2015 minha bolsa rompeu e nossa menina apressada chegou a esse mundo duas semanas antes do previsto, muito saudável e rosada!! Mas trazendo consigo mais uma surpresa, a fenda que esperávamos unilateral, veio bilateral e o palato comprometido com uma fissura a esquerda.

Bianca para nós é um milagre! A primeira fonoaudióloga que a examinou disse ao meu marido que seria difícil dela mamar na chuquinha, e que talvez tivesse que ficar na sonda por um tempo, mas mesmo assim o teste seria realizado, na primeira tentativa ela mamou perfeitamente! Nunca perdeu peso, sempre se alimentou muito bem! Graças a Deus!

Confesso que esse inicio não foi fácil, ter que dar muitas explicações as pessoas e relevar olhares de compaixão, me doeu muito, minha filhinha tão pequena e indefesa não merecia determinadas atitudes de preconceito que viveu, uma criança com uma má formação não é digna de compaixão, mas sim de amor e orgulho . Mas mais uma vez me apeguei em Deus, e pedi a Ele que não deixasse brotar em meu coração nenhuma raiz de amargura, e que Ele fizesse a Bianca e a mim fortes, pois seríamos provas de um grande milagre! Tentei entender que tanto pra mim quanto para os que me rodeavam era tudo muito novo. Então, cheio de novidades, vestimos o nosso momento e fomos enfrentá-lo!

Bianca ganhou o peso necessário e com a saúde dentro do esperado fomos para a cirurgia do lábio no dia 18 de Novembro de 2015. A cirurgia foi um sucesso! A expectativa era que se fechasse somente o lado esquerdo, mas foi possível fechar os dois! O pós-cirúrgico foi tranquilo e nossa Bianca nos surpreendendo mais uma vez com sua força e alegria, passando por tudo como uma grande guerreira.

O caminho que temos ainda é longo, mas sei que já somos mais do que vencedores em Cristo Jesus! Eu acredito que tudo nessa vida tem um propósito! E que a história de Bianca consolará e encorajará várias famílias a prosseguirem!

Aos papais que estão chegando agora no mundo dos fissurados eu só tenho uma palavra: Fé!!! Seu bebê irá te surpreender em tudo, e assim como Jhonathan e eu, vocês se encherão de orgulho e alegria em cada pequena e grande conquista!

Bianca está com oito meses com desenvolvimento dentro do esperado! Somos fissurados nela!! E eu tenho certeza que só vai melhorar!

Deixo aqui meu agradecimento ao blog Fissurada na Maternidade, pois me ajudou demais com suas informações e preciosas publicações. Todo o meu carinho a pessoa da Ana Maria, nos conhecemos através em um grupo no facebook e ela cuidou de mim durante a gestação me acalmando e me ensinando a ser uma mamãe fissurada pelo filhote! Obrigada Ana!

“Bora” vencer!!!

Abraços!

Cronologia do tratamento de fissurados

Bom dia!!!

Muitas mamães me perguntam como é realizado o tratamento de fissurados, quando começam as cirurgias e onde procurar ajuda. Por este motivo vou explicar como fizemos aqui em Belo Horizonte/MG, onde o tratamento é realizado no Centrare (Hospital da Baleia).

Quando decidimos que iríamos realizar o tratamento do Raul na nossa cidade, procuramos saber com antecedência como deveríamos proceder. Os passos iniciais foram:

1°  passo: Dar entrada no Centrare. É preciso que o posto de saúde da sua região faça o encaminhamento para você. O Centrare é do SUS e não atende plano de saúde, ou seja, após sair da maternidade já procure o posto de saúde da sua região e marque uma consulta com o pediatra para que ele faça o encaminhamento.

2° passo: Ir ao Centrare. Após o posto de saúde fazer o encaminhamento, o Centrare entra em contato com você marcando uma consulta inicial, que vai ser realizada através de uma triagem, onde terá na mesma sala alguns dos profissionais envolvidos no tratamento do seu filho. Eles irão explicar como funciona o tratamento, a cronologia e tudo mais. Então aproveite para tirar todas as suas dúvidas. Faça igual a mim, leve um caderninho com todas as suas anotações e dúvidas. Eu perguntei até!!! risos…

3° passo: Após esta consulta de triagem, eles irão marcar uma nova consulta com o cirurgião plástico que irá dar continuidade ao tratamento do seu filhote e com a fonoaudióloga que irá explicar tudo sobre a alimentação, a estimulação do seu bebê e os cuidados com a audição. O cirurgião irá solicitar os exames necessários para a cirurgia que será em torno dos 03 meses de vida. Quando você realiza os exames, um retorno deve ser remarcado para mostrar o resultado dos exames ao médico e assim, ele irá marcar a data da cirurgia.

4° passo: Cirurgia labioplastia. A cirurgia é realizada no Hospital da Baleia. A criança interna e faz a cirurgia no mesmo dia e recebe alta no dia seguinte.

5° passo: Após a cirurgia. Com a cirurgia realizada, é marcado um retorno com o médico que operou o seu filho após sete dias e uma outra após 30 dias. Nesta última também é feita uma consulta com a fonoaudióloga que irá dar orientações sobre o pós operatório, como por exemplo a forma como devem ser feitas as massagens na cicatriz do lábio.

6° passo: O retorno agora é por volta da segunda cirurgia que será a palatoplastia. Os procedimentos são os mesmos da primeira cirurgia até o pós operatório. Acrescenta-se somente o otorrinolaringologista para o acompanhamento da audição chegando a conclusão sobre a necessidade ou não do tubinho de ventilação.

7° passo: Retorno após 6 meses de operado no otorrinolaringologista, cirurgião plástico e fonoaudióloga.

Bom, foram estes passos que passamos até o momento. O início do tratamento odontológico eu ainda não sei quando será, mas já estou providenciando um particular pro Raul para saber como proceder de agora em diante. Conto aqui depois assim que souber e tiver mais novidades.

Espero ter ajudado.

Com amor,

Ana Maria.

A escolha pelo local de tratamento do Raul

Quando soubemos que o Raul iria nascer com a fissura lapiopalatina tínhamos uma dúvida: Onde iríamos procurar ajuda?. O centro mais conhecido para tratamento de má formações craniofaciais é o Centrinho de Bauru, que fica em São Paulo, a 731km de distância de Belo Horizonte. A princípio, essa era a minha escolha. Como fonoaudióloga sempre ouvi falar de lá, tive professoras que fizeram especializações naquele centro, conheço fonoaudiólogas que trabalharam lá e mamães de fissurados que optaram pelo tratamento ali. Mas, viajar com o meu príncipe operado me doía o coração. Foi conversando com inúmeras pessoas, dentre elas as que eu citei acima, que conheci um novo e conceituado centro, aqui mesmo em Belo Horizonte, que também é especializado no assunto, o Centrare. Ah, fiquei aliviada por saber que poderia fazer aqui mesmo o tratamento e ansiosíssima para conhecer o lugar!!!

O Centrare fica no Hospital da Baleia, no bairro Saudade.  Antes do Raul nascer, procurei saber como era o funcionamento além de marcar uma triagem com os profissionais do centro, para que me explicassem como seria o tratamento do meu filhote. A equipe de lá é composta por cirurgiões plásticos, enfermeiros, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, entre outros. Saí da triagem com a certeza de que iríamos tratar do nosso Raul lá. Eles me tranquilizaram muito, explicaram a cronologia do tratamento, com quanto tempo de vida iria começar as cirurgias, a alimentação, os cuidados necessários, a higienização, etc. O tratamento é todo custeado pelo SUS (Sistema único de saúde), não existem as categorias particular ou plano de saúde privado. O tratamento é de excelência.

Com quatro meses de vida, o Raul realizou a primeira cirurgia (a labioplastia). A cirurgia ficou perfeita!!! Em breve farei um post sobre o antes e o depois das cirurgias e vocês poderão concordar comigo. A próxima cirurgia, a palatoplastia, já está chegando (A preocupação sempre nos acompanha, viu?! Isso não muda nunca (risos)). Ela também será realizada pelo mesmo médico que o operou na labioplastia, o Dr Hugo Leonardo, que por sinal é fera no assunto e uma graça de pessoa!!! Os cirurgiões que atendem no Centrare são os melhores de BH. Podem procurar pelo tratamento lá que vocês estarão em boas mãos e farão uma ótima escolha!!!

A página do Centrare que encontrei não está muito atualizada, mas dá pra vocês terem uma ideia do que se trata pelo site o Hospital da Baleia. Seguem abaixo os dois links para vocês darem uma olhada:

http://www.pucminas.br/centrare/

http://www.hospitaldabaleia.org.br/pt/conteudo.php?c=3&t=1&i=192

O segundo link entra direto no site do Hospital da Baleia e nele vocês têm informações de como ser atendido no Centrare, ou seja, dá as coordenadas burocráticas para o atendimento. Encontra-se, também, uma cartilha explicando mais sobre fissuras. Não deixem de ler!!!

Com amor,

Ana Maria.